Festival de Vilar de Mouros cancelado por “incapacidade” da organização

O festival de Vilar de Mouros não se vai realizar este ano, tal como anunciado, por “incapacidade da organização”, a cargo da Associação dos Amigos dos Autistas (AMA), disse hoje à Lusa o autarca daquela freguesia de Caminha.

“A AMA manifestou dificuldades em cumprir o protocolo assumido com o anterior e o atual executivo municipal, mostrou incapacidade e impreparação para levar a cabo um festival com esta dimensão”, afirmou Carlos Alves.

A organização do festival, segundo protocolo assinado pouco antes das eleições autárquicas de 2013 pelo executivo social-democrata anterior, está a cargo da AMA, que, em conjunto com a Câmara de Caminha e com a Junta de Freguesia de Vilar de Mouros – proprietária dos terrenos -, deveria assumir essa função até 2017.

O socialista entretanto eleito para a presidência da autarquia, Miguel Alves, convocou para sexta-feira uma conferência de imprensa para falar sobre o assunto. Contactado pela Lusa, escusou-se a confirmar o cancelamento do festival e o fim do protocolo estabelecido com aquela associação.

A Lusa tentou ainda contactar o presidente da AMA, Marco Reis, mas sem sucesso.

No final da edição de 2014, que marcou o relançamento do evento após um interregno de oito anos, aquela Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) tinha anunciado que, em 2015, o festival iria realizar-se nos dias 30, 31 de julho 01 agosto com um cartaz para “arrastar massas”, até à mítica aldeia daquele concelho do distrito de Viana do Castelo.

Lusa

 

Pin It

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>