Monção: Comboio turístico reforça oferta no concelho e também em Salvaterra de Miño

Dois empresários ligados ao turismo, Paulo Azevedo, português, e Roberto Martinez, galego, juntaram-se a dois municípios, Monção, no lado português, e Salvaterra de Miño, no lado galego, e criaram um novo produto turístico que visa potenciar o património natural, construído, vínico e gastronómico desta região transfronteiriça.

75023_230x180

Trata-se de um comboio turístico, com capacidade para 55 pessoas, que vai percorrer pontos relevantes dos dois municípios e propiciar aos passageiros um contacto privilegiado com a beleza paisagística e monumental e a qualidade gastronómica e vínica das duas localidades separadas pelo rio Minho e unidas na consolidação de uma Eurocidade.

A apresentação decorreu ontem, ao final da tarde, no Parque da Canuda, em Salvaterra de Miño, com a presença dos autarcas Augusto de Oliveira Domingues e Arturo Grandal, bem como diversos representantes do setor turístico e comercial de ambos os lados.

Depois de um pequeno circuito por Monção e Salvaterra de Miño, a satisfação dos presentes saltava à vista. Augusto de Oliveira Domingues congratulou-se com o facto de a região passar a dispor de mais um instrumento de apoio ao turismo, valorizando o património local material mas também a gastronomia e os vinhos de Monção.

Acrescentou: “este comboio turístico, que vai passar por diversos pontos de interesse das duas lo calidades, é resultado de uma parceria empresarial de dois operadores turísticos, um de cada país, com grande potencial de crescimento porque o nosso território tem muito para oferecer”
Arturo Grandal manifestou-se igualmente satisfeito pela aposta da iniciativa privada e realçou, em tom brincalhão, que finalmente as duas localidades estão ligadas turisticamente por um caminho-de-ferro. Adiantou que este novo produto ajuda a consolidar a Eurocidade Monção – Salvaterra de Miño e garante maior visibilidade à oferta turística dos dois concelhos.

Em Monção, os turistas poderão visitar o Museu do Alvarinho, o centro histórico da vila, o Palácio da Brejoeira, a Torre de Lapela, as muralhas, o parque das termas e algumas quintas de produção vinícola. Em Salvaterra de Miño, estão previstas visitas ao casco urbano, parque da canuda, pontes romanas, muralhas, igrejas e bodegas.

O trem turístico, como é chamado em Espanha, começa a circular este fim de semana num percurso aproximado de 10 quilómetros, disponibilizando ao público dois itinerários distintos. Um que inclui visitas aos locais, pequeno-almoço e almoço no valor de 55,00 €. Outro, mais simples e curto, que engloba apenas visitas no valor de 5,00 €. Para grupos iguais ou superiores a 25 pessoas, os preços baixam para 35.90 € e 3,50 €.

Pin It

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>